MPB | sexta, 04 de dezembro. 22h

Baby do Brasil

MPB | Temporada de 04 de dez a 04 de Dez

Baby do Brasil

Ingressos a partir de
R$60 (meia) ou R$120 (inteira)

Sexta-feira, 4 de dezembro às 22h
Abertura da casa às 20h

Gênero
MPB

Classificação Etária
18 anos

Horários

  • sábado, 05 de dezembro, 01h Comprar

Depois de tudo ainda ser feliz. É festa na floresta!

Baby do Brasil

Nesse ano de 2020, a quarentena parou o mundo, mas Baby do Brasil já retomou o fôlego e volta aos palcos com visual novo, celebrando a vida e cheia de projetos. Seu novo show “Depois de Tudo Ainda ser Feliz… É Festa na Floresta”, especialmente preparado para esse momento único no mundo, chega aos palcos do Vivo Rio, no dia 04 de dezembro, e do Tom Brasil SP, no dia 12 de dezembro de 2020, seguindo todos os protocolos de segurança, saúde, distanciamento e sanitização.
 
Desde os Novos Baianos, onde era a única cantora do grupo, Baby criou uma marca, um estilo próprio e vem se renovando e inovando a cada ano e surpreendendo com a sua forma física, figurinos e cabelos coloridos, somados à sua autenticidade, qualidade musical, alegria e criatividade com sua voz inconfundível.
 
Com fé inabalável, Baby carrega a mesma jovialidade que sugerem suas mechas punk-pink. “Nos primeiros meses da pandemia, em completo isolamento, pintei as paredes lá de casa para dar uma sacudida. Era como me sentia por dentro – as cores brotaram do meu interior. Por isso resolvi também radicalizar o discurso nos cabelos. Para concluir tudo isso, finalmente estou finalizando o tão esperado álbum de inéditas, com canções que estou amando”, antecipa. 

Rosa-choque e azul-turquesa, com nuances furta-cor, o mundo colorido de Baby do Brasil transborda para seus novos cabelos, tonificados com essas cores, e o astral que ela revisou, lapidou e ampliou durante o distanciamento social. Este novo show, como o título já revela, traz este colorido e é um elogio à vida. “Terá muita música de qualidade, feliz, com músicos extraordinários e participações especiais que serão surpresa. O show é cheio de esperança, positividade e alegria. Traz também a mensagem do quanto temos que nos amar e olhar com profundidade como a natureza se renovou com a nossa reclusão e como precisamos proteger essa conquista tão bem-vinda e inesperada. Há um forte desejo no meu coração de fazer com que todos se sintam muito felizes” – adianta Baby.
 
Durante a pandemia Baby aproveitou para mergulhar em muitos assuntos. “Fiz música, idealizei projetos, orei muito, conversei bastante com o Criador, escrevi um livro de orações, retomei a gravação do livro do Apocalipse na minha voz e resolvi reeditar o meu diário dos “Caminhos de Santiago”, lançado mais de 25 anos atrás. É claro que não poderia também deixar de montar um show totalmente novo, otimista e, com minha nova equipe, estou preparando projetos para 2021, que inclui um novo CD de inéditas e uma tournée”, conta ela.

Com direção de arte de Allex Colontonio e André Rodrigues e figurinos de Toni Maravilha, o repertório do show reúne seus clássicos (de “Menino do Rio” a “Acabou Chorare”, de “Cósmica” a “Telúrica”), passando por releituras eletrizantes de Vivaldi, Tina Turner e Louis Armstrong e outras novidades, entre elas a música inédita “Decorei a Onda”, que compôs durante a quarentena.
 
Sua banda é a mesma que a vem acompanhando desde Glasgow, na Escócia, no Seltic Festival/Mimo Festival, acrescentada de outros músicos extraordinários. É composta de três guitarras, algo inédito: Frank Solari, um dos maiores nomes da guitarra no Brasil, Guilherme Schwab, ex-Suricato, que ganhou um Grammy Latino, e Raphael Garrido, que ela descobriu tocando em Penedo no estado do RJ, e Jorginho Gomes, o legendário baterista dos Novos Baianos e seu parceiro na música “Telúrica”, o mestre do pandeiro Marcos Suzano, com sua percussão única e elegante, o teclado firme e preciso de Luciano Lopes e o contrabaixo swingadíssimo de Milton Pelegrino, a mais nova aquisição da banda.
 
Tudo isso e muito mais, com Baby esbanjando garra com sua energia que contagia a todos.  Para ela, definitivamente, o mundo não acabou.

00 00 00 00

Shows Presenciais

Agenda Faça seu evento