Samba | domingo, 30 de janeiro. 16h30

Clube do Samba

Samba | Temporada de 30 de jan a 30 de Jan

Clube do Samba

Ingressos a partir de
R$50 (meia) ou R$100 (inteira)

Todos os domingos de janeiro às 16h30
Abertura da casa: 16h

Gênero
Samba

Classificação Etária
18 anos

Horários

  • domingo, 30 de janeiro, 16h30 Comprar

Reabrindo a varanda do Vivo Rio

CLUBE DO SAMBA

Para começar 2022 com o pé na areia, ou melhor, pé direito, Diogo Nogueira te convida para mais uma edição do tradicional e querido Clube do Samba na Varanda do Vivo Rio em todos os domingos de janeiro. Sempre com convidados especiais, Diogo e banda conduzirão a tarde com o melhor do samba. 

O evento acontece na varanda do Vivo Rio, um espaço aberto e arejado e super alto astral. Com vista para o aterro do flamengo, cristo redentor e um pôr do sol espetacular, o local é uma boa opção para curtir a roda de samba. 

Na edição passada, em 2020, Clube do Samba na Varanda do Vivo Rio foi o point do verão, entrando no clima do carnaval do Rio de Janeiro, com os ingressos esgotados para todos os dias de evento e 2022 não será diferente.

Fique ligado nas nossas redes sociais para acompanhar o anúncio dos convidados.  Garanta já o seu ingresso. 

 

30 JAN - CONVIDADO ESPECIAL

Moacyr Luz

Moacyr Luz faz parte de um grupo de artistas cuja obra não conhece fronteiras. O carioca de 63 anos, carinhosamente conhecido como ‘Moa’ é autor de clássicos da música brasileira como “Saudades da Guanabara”, “Coração Agreste” e “Pra Que Pedir Perdão?”. Moa tem sua trajetória marcada por parcerias com alguns dos maiores nomes da música brasileira, poetas do quilate de Aldir Blanc, Martinho da Vila, Nei Lopes, Wilson Moreira, Wilson das Neves, Paulo César Pinheiro e Luiz Carlos da Vila, entre outros. Criador e líder do Samba do Trabalhador, movimento de resistência cultural que está consolidado na geografia musical do país, Moa tem a cabeça fervilhando de ideias. Artista prolífico, Moacyr não para. Após ver centenas composições suas virando hinos nas rodas de samba, ou entrando para o repertório de grandes intérpretes da MPB, como, Maria Bethânia, Nana Caymmi, Beth Carvalho, etc.

O Clube do Samba do dia 30 de janeiro também contará com a participação dos artistas da nova geração Marcelle Motta e Mosquito.

23 JAN - CONVIDADA ESPECIAL

Leci Brandão

Nascida em Madureira, criada em Vila Isabel e a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da Mangueira, nossa convidada mais que especial Leci Brandão acima de tudo é uma batalhadora que lutou muito para conquistar seus espaços. Começou sua carreira musical nos anos 70 cantando no Teatro Opinião noitada de samba sobre o comando de Jorge Coutinho, até lançar sem primeiro LP em 75, a convite do jornalista Sérgio Cabral.

De lá até aqui foram 23 discos e várias compilações. Ela cantou a defesa das minorias (todas elas), era convocada para cantar em todos os eventos sindicalistas, estudantes, índios, prostitutas, gays, partidos de esquerda, movimentos de mulheres e principalmente o Movimento Negro. Nos últimos quinze anos todos os discos de Leci abordam o assunto de forma direta, transparente e apaixonada. É a cantora das comunidades e sente muito orgulho por isto.

16 JAN - CONVIDADOS ESPECIAIS

FUNDO DE QUINTAL

Fundo de Quintal é um grupo de samba formado no Brasil no final da década de 1970. Surgido a partir do bloco carnavalesco Cacique de Ramos, da cidade do Rio de Janeiro, o grupo tornou-se uma referência original no subgênero pagode. Composto principalmente por sambistas da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, o Fundo de Quintal se caracterizou por usar instrumentos — até então pouco comuns em rodas de samba — como o banjo, o tantã, o repique de mão. O grupo inicialmente era composto pelos sambistas Almir Guineto, Bira Presidente, Jorge Aragão, Neoci, Sereno, Sombrinha e Ubirany. Mais tarde, Arlindo Cruz e Walter Sete Cordas integraram o conjunto musical. Após a saída de Walter, Cleber Augusto e Zeca Pagodinho fizeram parte do grupo. Ainda integram o grupo Ronaldinho e Mário Sérgio. Atualmente o grupo é composto por Ademir Batera, Jr Itaguay, Márcio Alexandre, Sereno, Bira Presidente, e Ubirany. Tendo como “madrinha” a cantora Beth Carvalho, o grupo gravou vários álbuns, alguns deles discos de Ouro e Platina.

00 00 00 00

Shows Presenciais

Agenda Faça seu evento